- Todas as fotografias são propriedade dos autores, que detêm todos os direitos. O seu uso é proibido sem prévia autorização.
- All photos are propriety from the producers , and they have all copyrights. Downloads are forbidden without previous permission.

05/12/2014

4 MENTIRAS SOBRE FOTOGRAFIA - II

Vou hoje falar sobre a segunda mentira, a inocente: "FOTÓGRAFO QUE É FOTÓGRAFO NÃO PROCESSA AS SUAS FOTOS"

Bem, esta é mesmo para rir!
As minhas imagens NUNCA saíram perfeitas da camera, independentemente das configurações que use (claro que essas configurações activam programas de edição do próprio software da camera, o que dá logo lugar a uma edição, mas isso são outros quinhentos). E sabem porquê?
Simplesmente porque o sensor não registou o contraste e as cores como elas realmente eram.
A distribuição da luz, a perda de nitidez, as distorções da lente, etc., deixam o resultado longe daquela imagem linda que os nossos olhos viram.
Processar uma foto é tão importante como tirá-la.
Eu costumo dizer que o processamento começa no momento em que se coloca um filtro físico na frente da objectiva, e só termina na impressão da imagem.
A imagem precisa fazer jus ao momento que se fotografou! Devemos pois deixar as nossas fotos tão bonitas quanto elas merecem.
É claro que não estou a falar daquela manipulação que descaracteriza a cena, como a remoção de árvores e postes, a inclusão de pessoas e passarinhos, etc., hoje tão facilitada, mas sim à remoção de uma aberração cromática, à correcção da nitidez e das cores, etc., coisa que faço em todas as minhas fotos.
Penso que cabe ao fotógrafo corrigir tudo aquilo em que a camera fez um mau trabalho, ou nem fez.
Se não, vejam só: Lembram-se daquela vossa foto preferida, aquela que captou o momento exacto naquele lugar fantástico? Aquela foto perfeita que, ... bem, ficou com o horizonte um pouco inclinado, o céu meio esbranquiçado, e as cores pouco vibrantes. Pois é! Ajeitem lá a coitada!
Acena que viram naquele dia é melhor do que isso.
Foi a camera que não conseguiu "ver" tudo. Excepto, claro, o pormenor do horizonte torto, onde a culpa foi só vossa!

Sem comentários:

Enviar um comentário